AngoSAT, o satélite Angolano a ser lançado próximo mês (Dezembro)


Com um tempo de vida de 15 anos, o AngoSAT-1 torna Angola no quarto País Africano a entrar para a indústria espacial, depois da África do Sul, Nigéria e Egipto. Além de transferir a tecnologia espacial, o satélite vai garantir o desenvolvimento científico e tecnológico, além de gerar receitas, criação de infra-estruturas, emprego directo e indirecto. (Fonte: Jornal de Angola).


Em Setembro último, peritos angolanos deslocaram-se à Rússia para acertar os termos e a data final para o lançamento do satélite que se esperava antes do final deste ano. “O lançamento do satélite AngoSat-1, construído pela Corporação Energética de Míssil e Espaço em conformidade com os interesses de Angola, está programado para o dia 7 de Dezembro”, disse Mikrin. O projecto AngoSat-1 está a ser executado desde 2012. No âmbito do programa, foi construído um satélite equipado com transmissor. O próximo passo é enviá-lo para a órbita terrestre. O centro de controlo e missão de satélites do AngoSat-1 encontra-se na comuna da Funda, norte da província de Luanda. Como satélite geoestacionário artificial, o AngoSat-1 está a uma distância de 36 mil quilómetros a partir do nível do mar. A sua velocidade coincide com o da rotação da terra e consegue cobrir um terço do globo terrestre.

O satélite angolano vai possuir um centro primário de controlo e emissão em Angola e outro secundário na Rússia. Além do Angosat, o país tem igualmente um outro projecto no sector das telecomunicações. Trata-se do cabo submarino de fibra óptica, que vai ligar Luanda ao estado de Ceará, no Brasil, e que visa a melhoria e redução de custos no acesso aos serviços das telecomunicações no país. O projecto entra em funcionamento em Julho do próximo ano e Angola passará a ser o primeiro país a ligar a África e América do Sul por via do Oceano Atlântico(http://jornaldeangola.sapo.ao/politica/angosat_e_lancado__em_dezembro_deste_ano).

Informações do Satélite AngoSAT (Fonte da imagem: http://infrasat.net/angosat, acessado aos 14-11-2017). Obs: algumas datas foram adiadas)


Com um custo avaliado de 320 milhões de dólares, o satélite angolano vai possuir um centro primário de controlo e emissão em Angola e outro secundário na Rússia. Em Angola o centro de controlo e emissão está localizado na comuna da funda, município de Cacuaco, norte de Luanda.

Edifício do centro primário de controlo e emissão em Angola - Funda.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Endereço

Contactos

912251080 / 936676924

contacto@topogis-ao.com

 

São Paulo - Cónego Manuel das Neves

Prédio 466, 3 º Andar Apto - F

Luanda - Angola

Latitude: 8°49'0.09"S / Longitude:13°15'19.20"E 

Nossas redes sociais

  • entrar em contacto
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Flickr Social Icon
  • Instagram Social Icon

Receba nossas novidades!

 

© TOPOGIS.Lda, 2008 - 2019